Verão no Sul da Bahia - EYE4DESIGN Verão no Sul da Bahia - EYE4DESIGN
12-12-2016

Verão no Sul da Bahia

verao04

Coisa de milionário ou horrendos grupos da CVC, que segundo meu amigo Stefano, é “o câncer do turismo brasileiro”; sonho quase impossível no verão, especialmente para famílias querendo viajar de modo independente. E decente. Na estação mais cara do Brasil, verão, Ano Novo, Carnaval. Desastre financeiro…

Nem tanto. Com um pouco de flexibilidade e imaginação, turistas normais podem optar por um hotel com vista linda, grandes jardins, apartamentos simples mas decentes, café da manhã civilizado. Abrindo mão dos caríssimos pés-na-areia, famílias podem se hospedar no Porto Seguro Eco Resort, repaginado Vela Branca, perto do aeroporto em Porto Seguro e bem longe da muvuca. Claro que não se escapa do show brega à noite, da gente gorda e feia de nossos tristes trópicos e coisas no gênero. Contudo, usando certas estratégias a coisa funciona surpreendentemente bem.

Lá vai:

Casal com dois filhos deve reservar uma das suítes com vista mar – a número 06 é bem legal. Espaçosas, 2 quartos, 2 banheiros e sala. Simples, mas funcional, no primeiro fim de semana de dezembro custou meros R$ 390,00 a diária com café da manhã. Alugar carro é também muito importante e em tempos de recessão as diárias estão pagáveis.

O importante é hospedar-se no resort, fazer lá a primeira refeição do dia (levando os alimentos ao delicioso terraço ao ar livre e fugindo do ar condicionado furioso que transforma os pães de queijo em cubos de gelo intragáveis), de preferência cedo para evitar as hordas barulhentas e se mandar para as deliciosas praias ao norte, minha amada Santo André entre elas. Ao Sul, Arraial, Pitinga e Trancoso. Comer sempre fora do hotel e só voltar no final do dia para banho, antes do jantar que também deve ser o mais longe possível dali. Se der preguiça de pegar carro, desça as escadas rumo ao restaurante japonês Sushi San, no shopping bem em frente. Grata surpresa, comida japonesa/brasileira criativa e maravilhosas lulas gigante empanadas em farinha asiática mega crocante.

verao01

Piscina só para crianças e o ar livre e sol devem ser aproveitados em baixo dos coqueiros localizados na beira da falésia, olhando para o mar e o interessante casario de Porto Seguro. Afastando assim o axé e o agito incomodo, marca registrada de piscinas brasileiras em resorts de maneira geral.

A praia mais ou menos em frente ao hotel, Curuípe, é bonita e limpa e conta com restaurantes frente ao mar com opções semi-decentes. Como é o caso do espanholado Manito Praia e suas deliciosas caipirinhas. Mais para frente, para os apreciadores de cervejas e comidinhas de bar, o Catrumano é a dica. Não é na praia, mas o lugar é agradável, tipo um wine-bar, de cerveja, baiano. Lista longa e refinada, serviço simpático.

verao02

Mas o melhor mesmo está por vir: a reabertura do restaurante Jacumã (marcada para meados de dezembro 2016), desta vez transplantado a uma casa no Centro Histórico de Porto Seguro. Na entrada do dito cujo, colado ao Porto Seguro Eco Resort. Na certa, volta triunfal do chef Stefano e sua comida italiana sensacional. A prévia foi um steak tartare de Angus beef, aquela vaca sofisticada que vem da Escócia. Seguida de tagliata (tradução: tipo picanha fatiada) do mesmo bovino, com salada de rúcula.

verao06

Quem viver verá.

Vale lembrar que Stefano Jacumã é aquele brilhante chef importado de Milão, das terras italianas da poderosa família Sforza, de Benito Mussolini, de Leonardo da Vinci, do panetone, do bife à milanesa, do risoto e outras genialidades

verao05


TOPO

ASSINE NOSSA NEWSLETTER