Naomi Abe e Melina Romano adiantam novidades da 4a edição da Modernos Eternos - EYE4DESIGN Naomi Abe e Melina Romano adiantam novidades da 4a edição da Modernos Eternos - EYE4DESIGN
03-08-2017

Naomi Abe e Melina Romano adiantam novidades da 4a edição da Modernos Eternos

Previsão do espaço de Naomi Abe na Modernos Eternos

A quarta edição da Modernos Eternos já acontece semana que vem. A feira boutique tem orgulho de ser mais um ano um dos eventos âncora da SP Design Weekend, e mais uma vez será na Casa Bossa, no shopping Cidade Jardim. O Time de Redação optou em fazer esse ano uma cobertura mais personalizada, e bateu um papo com alguns arquitetos que vão participar da Modernos Eternos. Começaremos com Naomi Abe e Melina Romano, onde elas nos adiantam um pouco do que podemos esperar do evento.

Naomi Abe está participando da feira boutique pelo segundo ano. O estúdio possui experiência na área de interiores, residenciais e comerciais. E a arquiteta segue nesse ano com o mesmo espirito que ela teve ano passado, um mix entre arte, cultura e bom gosto. Ela ainda nos apresentou uma previsão de como ficará seu espaço na Modernos Eternos!

– Qual sua proposta do mix e match? 

A modernidade nas paredes pretas , o chão com tapete de estampas de flores renascentistas, a mistura da icônica poltrona Up ou Donna , do designer Gaetano Pesce com os moveis modernista do Joaquim Tenreiro, Sergio Rodrigues, Giuseppe Scapinelli fazem a essência do meu projeto,

– Cite uma música contemporânea e uma vintage que representem o mood do seu espaço. 

Uma música contemporânea “Saturday Night”, de Devendra Banhart, um americano de origem Venezuelana  e vintage , uma música que adoro é a “So Nice” que Astrud e Bebel Giberto cantaram muito e que é chamada também de  “Summer Samba” ou , “Samba de Verão” , de  1964  da época da bossa nova, composta por Marcos Valle.

– Nos conte a história de uma peça antiga e de uma peça de design contemporâneo que você tenha escolhido para o seu espaço

O sofá de veludo verde , da década de 1960 de Joaquim Tenreiro é a luz do meu espaço e faz o mix com a icônica poltrona UP/Donna de design de Gaetano Pesce, criada em 1969 mas produzida até hoje pela B&B Itália. Esse ano foi um dos destaques pelas ruas de Milão durante a semana de design, produzida em concreto e pintada em listras brancas e pretas ficou exposta em várias ruas da cidade.

Melina Romano, é uma jovem e talentosa arquiteta, formada pela Academia Italiana de Florença. Ela tem cor, irreverência, modernidade e inovação em seus projetos. Melina se junta a outros arquitetos que estreiam também na edição de São Paulo da Modernos Eternos 2017.

– Qual sua proposta do mix e match?

Um living de 28m², com design afetivo, composto por peças que contam uma história, a proposta da profissional é decorá-lo para que as pessoas tenham a real sensação de que alguém mora por ali, ou seja, para que os visitantes se sintam em casa de verdade. O living, anexado a uma pequena varanda, conta com sofá em capitonê, que será o grande destaque da parede frontal, junto à obra ‘RAZOES’ de Nazareno. Todo o projeto foi baseado em uma paleta de cores sóbrias e especificas como o verde e o rosé. Com uma curadoria especial, o mobiliário foi garimpado em lojas contemporâneascomo a Casual Moveis e as peças vintages na Loja Teo e na importadora 6F Decorações, exatamente como o conceito da mostra e venda pede. Outros itens, escolhidos a dedo, foram introduzidos no ambiente para dar a sensação de aconchego e elegância. Trago uma mistura atemporal e luxuosa com arranjos diferentes, que além de serem modernos agradam diversos perfis de moradores. Esperamos que uma pessoa clássica e um jovem moderno, consiga se identificar em nosso espaço.

– Cite uma música contemporânea e uma vintage que representem o mood do seu espaço.

Uma música contemporânea: “Always Alright”, Alabama Shakes. Já a vintage eu fico com, Cheek to cheek, Ella Fitzgerald & Louis Armstrong.

– Nos conte a história de uma peça antiga e de uma peça de design contemporâneo que você tenha escolhido para o seu espaço.

Poltrona Rainha em junco foi a primeira escolha para este projeto. Uma poltrona dos anos 60, de autor desconhecido que durante anos foram replicados por diversos designers. A aparência é atemporal e chama muito atenção em qualquer ambiente!

Lembrando que nos próximos dias, teremos entrevistas com outros arquitetos que vão participar da 4a edição da Modernos Eternos. Continue ligado no E4D por aqui a arquitetura e o design sempre estão a serviço do seu estilo de vida!


TOPO

ASSINE NOSSA NEWSLETTER