La Principal: um restaurante tipicamente colombiano - EYE4DESIGN La Principal: um restaurante tipicamente colombiano - EYE4DESIGN
08-02-2017

La Principal: um restaurante tipicamente colombiano

principal04

La Principal” é um termo muito usado na Colombia quando quer descrever a principal rua da cidade em questão. Aproveitando isso, esse restaurante foi batizado com esse termo para fazer com que ele possa se tornar um ponto de referencia em Bogotá, capital colombiana. Com um cardápio bem tradicional, o local tem como pretensão fazer uma re-interpretação moderna no visual associado as tradições da gastronomia típica do país.

principal02

O restaurante possui aproximadamente 450 metros quadrados, e em cada espaço os arquitetos da KDF Arquitectos resolveram expressar a alegria e o colorido tão presentes na cultura local. Não é de se estranhar que cada ambiente usa e abusa da forte palhetas de cores. La Principal está localizada no centro financeiro da capital, justamente essa localização faz com que o restaurante possa unir o passado com o presente de forma harmoniosa.

principal03

Mesmo querendo passar uma linguagem informal ao ambiente, os arquitetos não ignoraram que ele está localizado em um edifício antigo, em outras palavras, eles deixaram alguns detalhes interessantes da construção original, como as janelas, os vitrais. Talvez o mais interessante, que o projeto não quis modernizar o edifício, e sim manter a sua influencia vintage no restaurante em pleno anos de 2017.

principal05

O colorido do La Principal não é exclusivo de uma parede ou de um piso diferente, muito pelo contrário, algumas peças de décor desempenham muito bem essa função, como no bar que foram colocadas luminárias de cores diferentes. Outro ponto bastante positivo do projeto é que os ambientes dão a impressão que são ao ar livre, a varanda utilizando clarabóias que contribuem para que durante o dia o local seja iluminado. La Principal é um restaurante que consegue unir de forma muito harmoniosa e interessante o clássico com o contemporâneo, e o mais importante, sem dar as costas para a cultura local.

Por: Time de Redação

TOPO

ASSINE NOSSA NEWSLETTER