4 restaurantes vegetarianos que valem a pena ir em São Paulo - EYE4DESIGN 4 restaurantes vegetarianos que valem a pena ir em São Paulo - EYE4DESIGN
19-01-2017

4 restaurantes vegetarianos que valem a pena ir em São Paulo

capim02

Nesse período pós-festas de final de ano, sempre é um período bom para rever sua alimentação, e ir atrás de cardápios mais saudáveis sempre é interesse, seja qual for a época do ano. Também muitas pessoas estão migrando dos cardápios que envolvem carnes para aqueles que são totalmente vegetarianos. A nossa equipe pensando nisso resolveu selecionar quatro restaurantes vegetarianos que valem a pena irem!

banana01

1- Banana Verde

Na charmosa rua Harmonia na Vila Madalena, o Banana Verde agrada os maiores fãs das gastronomia saudável. O restaurante poderia está localizado em qualquer grande cidade como New York e Sydney, mas o charme da Vila Madalena dão um toque todo especial ao Banana Verde!

mani01

2 – Maní

Helena Rizza e Daniel Redondo são nomes que justificam a ida de qualquer apreciador de uma boa gastronomia ao Maní. Equilibrando o branco com o contraste de linguagens,e paredes com texturas artesanais. Em vários momentos, o restaurante se remetem a natureza. Localizado na rua Joaquim Antunes, 210, no Jardim Paulistano, o Maní combina os produtos naturais com uma cozinha contemporânea brasileira.

capim01

3 – Capim Santo

Localizado nos Jardins, o Capim Santo passa um respiro natural a uma cidade como São Paulo que é tão refém de locais naturais. Parecendo um belo jardim, a gastronomia assinada pela chefe Morena Leite pode ser uma ótima opção para os fãs de cardápios vegetarianos.

tuju02

4 – Tuju

Para quem é fã de uma gastronomia contemporânea e ainda está fugindo de cardápios carnívoros, o Tuju pode ser uma ótima opção.  O Chef Ivan Ralston foi o responsável por assinar o cardápio sempre fugindo da carne. Afinal existe sabor mesmo sendo vegetariano, não é mesmo? E principalmente, o Tuju foge do senso comum em projetar um restaurante vegetariano mas com uma pegada bem urbana e contemporânea.


TOPO

ASSINE NOSSA NEWSLETTER